• Palanque do Zé #117 - Memento Mori

    1405 Jornal A Bigorna 31/10/2020 09:10:00

    Palanque do Zé

    Estamos na semana do Dia dos Finados, e tal acontecimento me faz lembrar da expressão latina "Memento Mori", algo como "lembre-se da morte", em tradução direta.

    Entretanto, podemos dizer também, que significa "lembre-se de que você é mortal" ou "lembre-se de que você vai morrer". Parece uma coisa boba, mas não. Tanto assim que é um conceito fundamental do estoicismo, que trata a morte como algo fadado a acontecer e, portanto, natural.

    Não parece, mas quando se têm essa filosofia de vida, tudo fica mais fácil, pois você simplesmente aceita o que não consegue mudar.

    Nossa sociedade trata a morte como algo ruim e acaba sendo consenso que esse é um assunto a ser evitado. O problema é que o medo da morte te paralisa e impede que você tenha uma vida plena. E aí você já morreu.

    Conta-se que quando um General Romano voltava para casa depois de uma campanha vitoriosa no exterior, era tradição do seu povo recebê-lo com uma cerimônia pública destinada a exaltar seu feito.

    Entretanto, enquanto todos celebravam de maneira entusiasmada, um escravo ficava atrás do General enquanto sua luxuosa carruagem percorria as ruas da cidade. Sua missão era sussurrar incessantemente: “Respice post te. Hominem te esse memento. Memento mori" (olhe ao seu redor. Não se esqueça de que você é apenas um homem. Lembre-se de que um dia você vai morrer).

    A beleza dessa frase é que ela serve como motivação para nos lembrar que precisamos viver melhor, aproveitando o tempo que nós resta de maneira profícua e intensa.

    Memento mori.

    OUTRAS NOTÍCIAS

    veja também